Perfil

NOME: LAURA

IDADE: 43 GOLS

SIGNO: LEÃO

TIME: MEU MENGÃO

ADORO: RAÇA RUBRO NEGRA

JOVEM FLA

ODEIO: EMPATES
E DECISÃO POR PENALTS


MEU SELO

Bola na Rede


FLA NET OFICIAL

FLAMENGO NET

ESCOLINHA FLA

FUNDAÇÃO GOL DE LETRA

LANCENET

GAZETA ESPORTIVA

GLOBO ESPORTE

SITE OFICIAL DO RONALDINHO

SITE OFICIAL DO ZICO

SITE OFICIAL DO AYRTON SENNA

INSTITUTO AYRTON SENNA

SAÚDE 10, FOME 0 10

REVISTA PLACAR

SITE DO MILTON NEVES

FUTEBOL NEWS

SITE DA FIFA

SITE DA CBF

MEMÓRIA DO FUTEBOL

FUTEBOL FEMININO

FUTSAL

CBDFS

Sites de Bola Cheia

PROFESSORES E ALUNOS

TRADUTOR ONLINE

MUSCULAÇÃO

CANAL SAÚDE

COOPERATIVA DO FITNESS

ACESSÓRIOS PARA GINÁSTICA

FITNESS & CIA.

FITNESS BRASIL

BELEZA E MULHER

CYBERDIET

GINÁSTICA NATURAL

FIT FACE

GINÁSTICA HOLÍSTICA

REVISTA CLAUDIA

Blog's Escalados


Jornaleco!

Descambei de Vez

Na Trave!!

Futebol e Fritas

Revolucionários

Portão 8

Todo Poderoso Timão

Bíblia do Futebol

Arsenal Brasil

Chutômetro

Fanático F.C.

Eu Sou Vitória

Diabos Vermelhos

Flamengo RJ

De Curitiba para o Mundo

Arena do Futebol

Bolão da Arena

De Primeira


CHUTEIRA VELHA


Para aqueles que ainda

não

comentaram

no meu Blog








Rodadas Passadas


































































































































Jogadores Na Marca do Penalty

7:53 AM






FLAMENGO E SANTOS EMPATAM NO MARACANÃ

Flamengo 1 x 1 Santos - Campeonato Brasileiro - Maracanã

Em jogo movimentado, mas de poucas oportunidades de gol, Flamengo e Santos empataram nesta quarta-feira em 1 a 1, no Maracanã, pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol do Rubro-Negro foi marcado por Jean e Deivid empatou para a equipe paulista.

Com o resultado, o Peixe assume a liderança do Brasileirão, com 69 pontos, enquanto o Flamengo, com 42 pontos, fica muito próximo da zona de rebaixamento, ocupando a 19ª colocação.

Desde o início, o Flamengo, que tinha mais posse de bola, tomava a iniciativa do jogo, enquanto o Santos buscava chegar ao gol de Júlio César através dos contra-ataques. Foi assim que, logo aos cinco minutos, Léo recebeu bom passe de Ricardinho pela esquerda, driblou China e chutou forte para Júlio César defender.

Aos 23, Paulo César cruzou da direita, André Luís subiu mais do que a zaga rubro-negra e cabeceou rente ao poste direito do gol de Júlio César.

Quatro minutos depois, Ibson fez ótimo lançamento e descobriu Jean livre na frente. O atacante rubro-negro avançou com a bola dominada desde a intermediária e, com tranqüilidade, tocou na saída de Mauro para abrir o placar.

Entretanto, aos 30, Robinho recebeu a bola na área e chutou. Júlio César se esticou todo e fez grande defesa, mas no rebote Deivid, livre de marcação, empatou.

O Flamengo voltou para a segunda etapa com Jônatas na vaga de Júnior, o que gerou protestos da torcida rubro-negra, que chamou o técnico Ricardo Gomes de burro.

O Rubro-Negro teve boa chance de marcar aos 17 minutos, depois que Jean recebeu a bola na área e chutou. A bola desviou no braço de Leonardo e obrigou Mauro a fazer difícil defesa.

Aos 26, após cobrança de escanteio da esquerda, Valdomiro subiu mais do que a zaga do Peixe, mas cabeceou fraco, nas mão do goleiro Mauro.

A melhor oportunidade do Santos na segunda etapa aconteceu aos 41 minutos, quando Marcinho ganhou na corrida de Henrique pela esquerda e, sem ângulo, chutou na saída de Júlio César, mas mandou pela linha de fundo.

Ficha Técnica: Flamengo 1 x 1 Santos

Estádio: Maracanã (Rio de Janeiro - RJ)
Data-hora: 27/10 - 21h50min
Árbitro: Leonardo Gaciba da Silva (RS)
Assistentes: José Otavio Dias Bitencourt (RS) e Paulo Ricardo Silva Conceição (RS)
Renda: R$ 95.511,00
Público: 5.666

Gols: 27'/1ºT Jean (1x0); 30'/1ºT Deivid (1x1)

Cartões amarelos: Henrique, Athirson (FLA); Fabinho, Leonardo, André Luís, Preto Casagrande (SAN)

FLAMENGO: Júlio César, China, Henrique, Valdomiro e Roger; Da Silva, Júnior (Intervalo - Jônatas), Ibson (21'/2ºT Dimba) e Zinho; Felipe e Jean (27'/2ºT Athirson). Técnico: Ricardo Gomes.

SANTOS: Mauro, Paulo César (45'/2ºT Flávio), Leonardo, André Luís e Léo; Fabinho, Ricardo Bóvio, Ricardinho (36'/2ºT Marcinho) e Elano (30'/2ºT Preto Casagrande); Robinho e Deivid. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.


FAÇA UM GOL AQUI:

IDEALIZADO POR CONECTADA

Jogadores Na Marca do Penalty

8:36 AM





MÁRCIO BRAGA CONFIRMA ZICO NA PRELEÇÃO

O presidente do Flamengo, Márcio Braga, confirmou nesta terça-feira que Zico, maior ídolo da história do clube, fará uma palestra na preleção do jogo contra o Santos, que se realizará na próxima quarta-feira, no Maracanã.

Márcio Braga deu razão às críticas de Zico à postura da equipe no jogo contra o Vasco e afirmou que convocou o "Galinho" para incentivar os jogadores:

O Zico está certo. Nós temos que motivar nosso jogadores e fazê-los com que eles suem sangue. O Zico já está convocado para a preleção da partida contra o Santos.

O presidente ainda encontrou maneiras de tentar incentivar a torcida a apoiar o time nessas últimas rodadas do Campeonato:

Temos que fazer a torcida ir aos jogos também: ela é nosso diferencial. Pode vaiar, mas que faça no final da partida. Precisamos apoiar o time.

GOMES MONTA TIME DO FLA SEM DIMBA E ATHIRSON

Ricardo Gomes, técnico do Flamengo, barrou Dimba e Athirson no treino técnico realizado nesta terça-feira, na Gávea, promovendo a entrada de Jean e Roger para a partida contra o Santos, que será realizada na próxima quarta-feira, às 21h25min, no Maracanã.

O volante Da Silva, com dores na perna, não treinou mas é presença certa para a partida.

A provável equipe titular para a partida contra o Santos, válida pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro: Júlio César, China, Valdomiro, Henrique e Roger, Da Silva, Júnior, Ibson e Zinho, Felipe e Jean.

Dimba: "Falei o que sentia e não sei se fui punido"

O atacante Dimba, barrado do time do Flamengo no treino tático desta terça, evitou entrar em novas polêmicas com o clube e o treinador, Ricardo Gomes.

Para o artilheiro da última edição do Campeonato Brasileiro, o mais importante é afastar o perigo de rebaixamento no Flamengo:

Falei o que estava sentindo e não sei se fui punido. Quem tem que responder sobre isso é o treinador. Nós jogadores temos que trabalhar e tirar o Flamengo dessa situação.




FAÇA UM GOL AQUI:

IDEALIZADO POR CONECTADA

Jogadores Na Marca do Penalty

8:46 AM





FLAMENGO FAZ REUNIÃO PARA DISCUTIR A CRISE
25/10/2004

Dimba, enigmático, faz críticas evasivas


RIO DE JANEIRO - No reencontro com o elenco do Flamengo, nesta segunda-feira, após a derrota por 1 x 0 para o Vasco, o técnico Ricardo Gomes se reuniu com o grupo de jogadores, que nem trocaram de roupa, por cerca de meia-hora, no vestiário da Gávea.

Após a reunião, todos foram liberados, e ninguém quis comentar o que foi discutido. Mas ficou claro tratar-se de uma ¿lavagem de roupa suja¿, já que, com a derrota para o rival, a ameaça de rebaixamento voltou a rondar o rubro-negro.

As críticas do zagueiro Junior Baiano após o jogo, afirmando que a equipe foi apática contra o Vasco, não repercutiram nada bem na Gávea. Na reunião, teria sido realizado um pacto de ¿não agressão mútua¿ entre os jogadores.

Dimba Assim como os outros jogadores, o atacante Dimba, substituído no intervalo do clássico por Jean, não entrou em detalhes sobre a reunião. Mas se mostrou chateado por ter sido sacado do time:

¿Não gosto de ser substituído, é claro. Mas fui artilheiro em todos os clubes que defendi nos últimos anos. Então, acho que há algo errado. Mas nada tenho contra o Flamengo, sua torcida ou os dirigentes. Nem contra os jogadores, afinal, sou um deles. Gosto de estar aqui. Só que não quero que subestimem minha inteligência¿, disse Dimba, sem se referir ao técnico Ricardo Gomes.

Dimba garantiu que, ao contrário do que se comenta, seus salários estão atrasados assim como o dos outros jogadores. E afirmou que o adiantamento que recebeu, e que seria motivo de inveja, diz respeito a seus direitos federativos.

Ricardo Gomes, ao saber das declarações de Dimba, declarou: ¿Vou conversar com o Dimba. Sei que ele ficou parado durante muito tempo e voltou a jogar num momento decisivo para o Flamengo. Mas não acho que o time tenha que jogar em função dele.¿

Além de Dimba, quem também pode perder a posição de titular contra o Santos é o lateral-esquerdo Athirson. Neste caso, Roger seria o substituto.



FAÇA UM GOL AQUI:

IDEALIZADO POR CONECTADA

Jogadores Na Marca do Penalty

8:20 AM





Vasco vence o Flamengo por 1 x 0 no Maracanã

Marco Brito: gol da vitória
Gol do estreante Marco Brito dá a vitória ao time cruzmaltino e afunda ainda mais o rival

RIO DE JANEIRO - O Vasco derrotou o Flamengo por 1 x 0, neste domingo, no Maracanã, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. O estreante Marco Brito fez o gol da vitória do time de São Januário que chegou aos 45 pontos e mantém a 16ª posição. Já os rubro-negros permanecem com 41, caindo para a 19ª colocação, a um ponto da zona do rebaixamento.

As duas equipes voltam a jogar na próxima quarta-feira. O Flamengo vai receber o Santos no Maracanã, enquanto o Vasco pegará o Coritiba, no Couto Pereira.

O Vasco começou mais animado, marcando pressão e chegando à área adversária três vezes nos primeiros quatro minutos de partida. Aos sete, surgiu a primeira grande chance, quando Róbson Luis recebeu livre pela direita, mas chutou rente ao poste direito de Júlio César.

Com Felipe bem marcado, o Flamengo encontrava dificuldades na armação das jogadas ofensivas. Aos 23. Anderson bateu de fora da área, para grande defesa do camisa 1 rubro-negro a escanteio. Aos 32, Petkovic acertou o travessão após bela cobrança de falta.

A primeira chegada forte do Flamengo foi, também, quase a abertura do placar. Aos 32 minutos, Felipe cobrou escanteio, Júnior Baiano desviou e Dimba, na pequena área, concluiu na trave. O lance animou o Fla, que tramou bem pela direita e Ibson arrematou com perigo. O Vasco acordou e Anderson perdeu aos 42 chutando em coma de Júlio César.

Para a segunda etapa, os dois treinadores fizeram mudanças em seus ataques. No Fla, Jean entrou em lugar de Dimba, enquanto o estreante Marco Brito assumiu o posto de Anderson no time cruzmaltino. O panorama, no entanto, não mudou, com o Vasco mais ofensivo. Aos cinco, Robson Luis arrancou pela esquerda e disparou, mas André Bahia salvou para escanteio.

Aos 10, novamente o meia-atacante arriscou de fora, desta vez para nova bela defesa de Júlio César. Aos 16, o time da Gávea respondeu com muito perigo, quando Felipe cobrou falta para Ibson, que bateu cruzado à direita do gol. Mas o Vasco atacava sempre com mais perigo e, aos 20, acabou abrindo o marcador com Marco Brito aproveitando rebote de Júlio César.

Em busca do empate, o Flamengo foi à frente, mas deixava espaços para os contra-ataques cruzmaltinos. Aos 28, André Bahia e Robson Luis se estranharam e foram expulsos. No minuto seguinte, Thiago bateu rasteiro para difícil defesa do goleiro rubro-negro.

Sem inspiração, o time rubro-negro tentava sem efeito chegar ao gol de empate. Ao Vasco, bastou administrar o resultado e garantir a vitória sobre o arqui-rival.


VASCO 1 x 0 FLAMENGO

Vasco
Cássio, Thiago (Claudemir), Henrique, Fabiano e Chiquinho (Diego); Ygor, Coutinho, Émerson e Petkovic; Róbson Luiz e Anderson (Marco Brito).
Técnico: Joel Santana

Flamengo
Júlio César, China, Júnior Baiano, André Bahia e Athirson (Roger); Da Silva, Júnior, Ibson e Zinho (Dill); Felipe e Dimba (Jean).
Técnico: Ricardo Gomes

Data: 24/10/2004 (domingo)
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro
Público: 23.940 pagantes
Renda: R$ 381.381,00
Árbitro: Vagner Tardelli (Fifa/RJ)
Assistentes: Aristeu Tavares (Fifa/RJ) e Marco Freire (RJ)
Cartões amarelos: Émerson, Ygor, Chiquinho, Júnior Baiano, Zinho
Cartões vermelhos: Robson Luis e André Bahia
Gols: Marco Brito, aos 20min, do segundo tempo.



FAÇA UM GOL AQUI:

IDEALIZADO POR CONECTADA

Jogadores Na Marca do Penalty

7:40 AM





FLAMENGONET HOMENAGEIA JÚNIOR

A Flamengo NET esteve presente no treino deste sábado, na Gávea, quando o Flamengo fez o último apronto para o clássico contra o Vasco, pelo Campeonato Brasileiro. Na ocasião, o site rubro-negro presenteou o ex-craque Junior, que completa amanhã 1000 jogos pelo Flamengo, como jogador, treinador ou dirigente.

É uma homenagem muito justa. Ninguém vestiu mais esta camisa do que o Junior - disse Carlos Bastos, Editor-Geral da Flamengo NET.

Agradeço a vocês, não só pela placa comemorativa, mas também pelo respeito que sempre tiveram comigo - resumiu o ex-craque, hoje diretor-técnico.

Além da entrega da placa, a Flamengo NET entrevistou o ídolo, que contou um pouco da sua história no Flamengo. A entrevista completa com o ídolo rubro-negro será publicada neste domingo.

FLAMENGO PRONTO PARA O CLÁSSICO

A Gávea estava bastante festiva na manhã deste sábado, último treino antes do jogo contra o Vasco, neste domingo, no Maracanã. Podendo contar com a força máxima, o técnico Ricardo Gomes definiu a equipe que entra em campo amanhã.

A única dúvida do treinador era na lateral-esquerda. No entanto, o lateral Athirson treinou bem e garantiu a vaga. O jogador saiu com uma bolsa de gelo, mas não preocupa.

Sem nenhum problema para o clássico, o ponto alto do coletivo ficou por conta do momento em que o diretor-técnico Junior pegou o colete e participou do coletivo, matando a saudade dos torcedores com lançamentos e belas matadas de bola.

DIMBA RECEBE APOIO

A manhã festiva da Gávea incluiu, em seu cenário, uma faixa de apoio a Dimba colocada na arquibancada por um grupo de torcedores. Com os dizeres ¿Dimba, a torcida está com você. Jesus te ama¿, a faixa tentava incentivar o atacante, que não jogou bem contra o Criciúma, no último domingo.

O jogador, que teve sua permanência no time posta em dúvida, teve a certeza de que os torcedores não vão hostilizá-lo neste domingo.

A torcida tem por mim o mesmo sentimento que tenho por ela: respeito e admiração.


FAÇA UM GOL AQUI:

IDEALIZADO POR CONECTADA

Jogadores Na Marca do Penalty

9:25 AM





VASCO x FLAMENGO DE ESTREANTES NO MARACANÃ
22/10/2004

Seis dos 22 jogadores que devem iniciar o jogo são debutantes no Clássico dos Milhões

RIO DE JANEIRO - Além de ser o já lugar comum ¿clássico dos desesperados¿, pelo fato de os dois clubes estarem próximos à zona de rebaixamento, o Vasco x Flamengo deste domingo, no Maracanã, válido pela 37ª rodada do Brasileiro, tem como outro atrativo. Dos 22 jogadores que devem começar a partida, seis são debutantes no Clássico dos Milhões.

No Vasco, o goleiro Cássio, o lateral Thiago e o atacante Marco Brito jamais enfrentaram o Flamengo defendendo o clube de São Januário. Caso o volante Émerson confirme o jogo, será mais um debutante.

O jogador, aliás, faz parte do mistério de Joel, que não revelou se vai colocar Róbson Luiz no meio ou na frente. Se Robson jogar adiantado, fará dupla com o estreante Marco Brito e Émerson joga como terceiro volante. Caso seja escalado no meio, Anderson volta a ser titular.

¿À princípio já resolvi que joga, mas ainda não vou adiantar nada. Não se trata de mistério, só quero consolidar algumas certezas. Vou conversar com a comissão técnica ainda hoje para definir. O que importa é que fizemos um excelente trabalho durante a semana e estamos prontos¿, enfatizou Joel.

No Flamengo, cujos debutantes são o lateral China, o volante Júnior e o atacante Dimba, nada de mistérios. O camisa nove, que deixou o campo vaiado após a atuação pífia contra o Criciúma, foi confirmado pelo técnico Ricardo Gomes e ganhou até o apoio da torcida, que estendeu faixa sexta-feira na Gávea.

Um dos estreantes do rubro-negro, China confessou estar ansioso: ¿Não é um jogo como outro qualquer. Além de precisarmos vencer devido à nossa situação complicada, enfrentaremos nosso maior rival. Apesar da ansiedade natural, estou confiante em uma grande atuação de todo o time¿.

VASCO x FLAMENGO

Data: 24/10/2004 (domingo)
Local: Maracanã
Horário: 16 horas
Árbitro: Vagner Tardelli (Fifa/RJ)
Assistentes: Aristeu Tavares (Fifa/RJ) e Marco Freire (RJ)

Vasco
Cássio, Thiago, Henrique, Fabiano e Chiquinho; Ygor, Coutinho, Róbson Luiz (Émerson) e Petkovic; Anderson (Róbson Luiz) e Marco Brito.
Técnico: Joel Santana

Flamengo
Júlio César, China, Júnior Baiano, André Bahia e Athirson; Da Silva, Júnior, Ibson e Zinho; Felipe e Dimba.
Técnico: Ricardo Gomes



FAÇA UM GOL AQUI:

IDEALIZADO POR CONECTADA

Jogadores Na Marca do Penalty

12:29 PM





ALÉM DO VOLANTE JÚNIOR, FLA TERÁ MAIS DOIS ESTREANTES

Estreante no clássico de domingo, Júnior vê sua carreira decolar num Flamengo distante de seus melhores dias. Assédio, gritos de apoio na arquibancada e reconhecimento nas ruas são traços do novo cotidiano do jogador. Nada, no entanto, capaz de mudar seu estilo.

Tudo isto é uma grande ilusão. Se eu jogar mal duas vezes, vai tudo embora. Há pouco tempo, eu era torcedor. Torci pelo Júnior, pelo Petkovic, pelo Felipe... Agora tenho a responsabilidade de estar em campo, e com os pés no chão.

Júnior não será o único estreante num Clássico dos Milhões. Ao menos pelo lado rubro-negro. Domingo, o lateral-direito China e o atacante Dimba conhecerão de perto pela primeira vez os contornos da maior rivalidade do Rio.

Para Dimba, o jogo é uma oportunidade de se redimir da má atuação que teve contra o Criciúma.

É um jogo de tradição. É minha primeira chance de jogar e espero vencer. Dentro de campo, não conheço as dimensões de um Flamengo x Vasco, mas todos falam que o jogo envolve multidões ¿ diz o atacante, voltando a garantir que não se vê fora do jogo, já que foi especulada uma possível entrada de Jean em seu lugar.

FELIPE INVICTO NO FLA

Quando entrar em campo no domingo, para enfrentar o Vasco, o meia Felipe estará completando o seu quinto jogo contra o clube que o revelou. Contra o time da Colina, o retrospecto do maestro não poderia ser melhor. Em quatro partidas, o jogador venceu três e empatou uma.

Apesar das estatísticas, Felipe prefere manter os pés no chão.

Números não interferem muito em uma partida e em seu resultado. Temos que respeitar o adversário e esquecer as estatísticas. Clássico é clássico. Invencibilidade não interfere no resultado da partida: disse Felipe.

IBSON, O COADJUVANTE

Com todas as atenções voltadas para Felipe e Petkovic, os coadjuvantes do clássico, mesmo que de forma comedida, começam a sonhar com uma grande atuação ou com um gol no jogo de domingo. Sem muito alarde, o meia Ibson, que tem se destacado nos últimos jogos do Brasileirão, acredita que possa deixar a sua marca e ajudar o Flamengo a sair da zona de risco.

É bom que os treinadores se preocupem com o Felipe, sobra mais espaço para os outros jogadores. O Ricardo me deu liberdade e eu tenho chegado de trás com freqüência: disse Ibson, relembrando que nos tempos de juniores era um dos artilheiros do time.

Além da facilidade para marcar os gols, Ibson ganhou uma outra função de Ricardo Gomes. Desde que o treinador assumiu o comando do time, o jogador tem a missão de conduzir mais a bola até o gol adversário. Cavando faltas ou chutando a gol, Ibson aprovou o seu novo posicionamento em campo.

Gosto de jogar com mais liberdade. No jogo contra o Santos, todos estavam preocupado com o Felipe e eu marquei dois gols. Quem sabe no domingo isso não acontece de nov: disse Ibson.

Responsável pela subida de produção de Ibson, o técnico Ricardo Gomes elogiou o jogador.

Com essa nova função, ele participa mais das jogadas ofensivas, chegando de trás. O Ibson finaliza muito bem e sabe sair jogando: disse o treinador, que aposta em uma jogada do meia para decidir o clássico de domingo.

DIMBA SENTE O JOELHO MAIS NÃO É PROBLEMA

O atacante Dimba reclamou de dores no joelho direito na primeira parte do treino, quando o técnico do Flamengo, Ricardo Gomes, comandou um mini-coletivo na Gávea, e logo deixou o campo. No entanto, o jogador foi avaliado pelo médico Walter Martins e não será problema para o clássico de domingo, contra o Vasco, no Maracanã.

Após o susto, Dimba, que nesta sexta-feira já volta a treinar com o restante do grupo,

disse que sentiu apenas uma pequena dor no joelho, mas assim que aplicou gelo no local no vestiário não apresentou mais dores.


FAÇA UM GOL AQUI:

IDEALIZADO POR CONECTADA

Jogadores Na Marca do Penalty

10:10 AM





DIMBA CONTINUA NO FLA

Na terça-feira pela manhã, começou a circular, na Gávea, a notícia de que representantes do Al-Ittihad, da Arábia Saudita, estariam no Brasil para tentar levar o atacante Dimba. Segundo informações, o único entrave para o negócio ser fechado seria o valor que seria pago ao Flamengo. No fim do dia, o advogado do jogador, Délio Cardoso, confirmou uma sondagem, mas negou a saída do matador.

Nessa época do ano sempre surgem os contatos dos árabes. Aqueles times que não estão bem no campeonato tentam se reforçar. O Dimba quer ficar no Brasil. No fim do ano, se ele receber uma proposta superior e o clube pagar a multa rescisória, quem sabe? disse Délio, divulgando que o clube que quiser tirar Dimba do Fla terá que desembolsar US$ 1,2 milhão.

No ano passado, o Al-Ittihad fechou a negociação com Dimba neste mesmo período do ano. Apesar disso, o jogador ficou no Goiás, onde se tornou o maior goleador do Brasileirão, com 31 gols, até o fim da competição.

O Dimba assinou um contrato de dois anos (até agosto de 2006) para ter tranqüilidade. Hoje, a meta do Dimba é ratificar a sua condição de artilheiro no Flamengo: disse o advogado do jogador.

Em campo, Dimba não está nem um pouco preocupado com as especulações. O jogador mostrou desenvoltura nos treinamentos e deve ser mantido por Ricardo Gomes no time titular.

A cobrança tem que existir. Eu gosto de ser cobrado. No último jogo não estive bem, mas o ser-humano pode errar. Hoje (terça), por exemplo, liguei o meu computador e ele sofreu uma pane: comparou o atacante.

FLA USA ESTRATÉGIA "ANTI-PET"

Parar Petkovic é o primeiro passo para vencer o clássico. Sendo assim, ainda que a semana do Flamengo x Vasco do próximo domingo estivesse apenas começando, o técnico rubro-negro Ricardo Gomes já tinha nesta terça-feira na cabeça parte da estratégia ¿antigringo¿.

Prometendo ser ¿monossilábico¿ na semana do clássico, conforme ele mesmo revelou, Ricardo Gomes deixou claro que caberá a Da Silva marcar Petkovic. Mesmo assim, todo o time terá a orientação de não dar tempo para que o sérvio pense ao receber a bola e faça lançamentos com liberdade. Outra providência do técnico do Flamengo é pedir aos jogadores que evitem as faltas perto da área.

Trabalhei um período curto com o Petkovic quando ele estava no Vitória. Ele é o diferencial técnico, tem força física para arrancar com a bola. E sem contar que bate bem bolas paradas dos dois lados do campo, o que poucos fazem ¿ disse o técnico, para logo advertir. ¿ A falta é o último recurso. Se for preciso, vamos fazer. Mas vamos tentar ficar sempre com a defesa estruturada, com muito cuidado para não precisar fazer a falta.

Resignado, Da Silva parecia já prever o papel que lhe caberá no clássico de domingo.

Enfrentei o Petkovic duas vezes. Numa, pelo Flamengo, corri atrás dele e só saiu gol de pênalti. Pelo Madureira, corri atrás do Marcelinho. Desde aquela época as bombas já estouravam na minha mão: comenta.

A zaga também será trabalhada para lances de bola parada ao lado da área, que também são perigosos graças ao talento de Petkovic.


FAÇA UM GOL AQUI:

IDEALIZADO POR CONECTADA

Jogadores Na Marca do Penalty

8:21 AM




UM FILME QUE PASSA NA CABEÇA DE JEAN

A todo instante, os três gols marcados contra o Vasco nas finais do Estadual passam como um filme na cabeça de Jean. Desde então, passou mais tempo sendo questionado do que festejado. Curiosamente, às vésperas de enfrentar um adversário de tão boas recordações, Jean volta a dar à torcida a expectativa de ascensão.

Contra o Criciúma, ele entrou bem no segundo tempo e fez dois gols. Um deles, mal anulado pelo árbitro. Agora, Jean sonha com a volta ao time titular.

Minhas recordações de enfrentar o Vasco não são boas, são ótimas. Nunca vou esquecer aquele dia. Fiquei na história do Flamengo. Gostaria de jogar o clássico de domingo. Vou respeitar a decisão do Ricardo Gomes, mas sempre consegui meu espaço no Flamengo, mesmo tendo jogadores experientes no elenco. Foi assim com Fernando Baiano, Edílson e Zé Carlos. Vou brigar pelo meu lugar: diz, dando um aviso.

De tão inesquecíveis, os gols contra o Vasco viraram cobrança.

No domingo, na saída do Maracanã, as pessoas já me pediam para fazer três de novo.

O jogo contra o Criciúma, para Jean, pode ter sido o começo da reconquista da vaga no time. Com a chegada de Dimba, nas poucas vezes em que teve todo o time à disposição, Ricardo Gomes adiantou Felipe para o ataque e pôs Jean no banco.

O fato de o Ricardo ter me levado para a concentração, mesmo machucado, mostrou que ele conta comigo. Fui no sacrifício, com dor na panturrilha. Mas fui bem e fiz dois gols. Pena que só um valeu. O gol me deu moral para pegar o Vasco. Uma vitória vai clarear tudo: finalizou.

FLAMENGO TREINA COM FORÇA TOTAL NESTA QUARTA-FEIRA

Pela primeira vez desde que assumiu o Flamengo, o treinador Ricardo Gomes poderá contar com todos os jogadores do elenco para uma partida do Campeonato Brasileiro.

Motivo de comemoração para o treinador, que ainda tem dúvidas para escalar a equipe, mas não tem pressa para decidir quem começará jogando no clássico de domingo contra o Vasco.

É bom ter esse problema. O Jean entrou muito bem, mesmo depois de uma semana conturbada, com lesões. E o Dimba vinha de boas atuações. O Roger também entrou muito bem, e temos o Athirson de volta. Mas ainda é muito cedo para definirmos o time. Temos uma semana inteira de trabalho para definirmos a equipe: disse Ricardo Gomes.

DIMBA QUER DAR A VOLTA POR CIMA

Apesar da atuação ruim no jogo do último domingo, contra o Criciúma, quando errou quase tudo o que tentou, o artilheiro não acredita que esteja passando por má fase e já fala em dar a volta por cima diante do arqui-rival.

As coisas vão acontecer com naturalidade. Domingo, não tive um dia bom. Tudo dava errado. A vida de jogador de futebol é assim. No domingo, quem sabe, eu possa estar jogando mal e uma bola bata em mim e entre. Coisas que acontecem ¿ disse ele, que admitiu ter sido um desastre a sua atuação.

Apesar de Dimba não acreditar que esteja passando por um momento ruim, o sinal de alerta já está ligado na Gávea. Nos dois últimos jogos do Flamengo no Brasileirão, o atacante não marcou e não repetiu as boas atuações das primeiras vezes em que vestiu a camisa rubro-negra, quando chegou a ter uma média de 0,71 gol por jogo.

Dimba não está em boa forma, mas isso não se ganha de uma hora para outra. E numa fase decisiva da competição, a pressão é grande sobre ele: disse Ricardo Gomes.

Para se ter uma idéia de como Dimba teve que se esforçar para chegar perto do ritmo dos companheiros. O jogador, em 2004, fez apenas 18 partidas pelo Al-Ittihad, da Arábia Saudita, antes de chegar ao Flamengo.

Anteriormente, nos outros clubes em que passou, Dimba teve fases semelhantes. No Botafogo, no início da carreira, teve um início surpreendente e depois caiu de rendimento. No Goiás, quando marcou 31 gols no Brasileiro do ano passado, o jogador também passou por um momento parecido.

O importante é que eu tenho personalidade para tentar fazer os gols e vou continuar tentando: finalizou


FAÇA UM GOL AQUI:

IDEALIZADO POR CONECTADA

Jogadores Na Marca do Penalty

7:45 AM





FLAMENGO VENCE O CRICIÚMA E SALVA CARIOCAS
17/10/2004

Após derrotas de Vasco, Flu e Botafogo, rubro-negro faz 3 x 1 no Tigre catarinense

RIO DE JANEIRO - Demorou, mas uma torcida do Rio comemorou um bom resultado na 36ª rodada do Brasileiro. Após derrotas de Vasco, Fluminense e Botafogo, o Flamengo venceu o Criciúma por 3 x 1, na noite deste domingo, no Maracanã.

Os gols foram marcados por Júnior, Felipe e Jean, e Marcos Denner descontou para o Tigre. Com o resultado, o Rubro-negro da Gávea chegou aos 41 pontos, está na 17ª posição na tabela de classificação do Brasileiro e o Criciúma, que perdeu nove dos últimos 12 jogos no campeonato, permaneceu com 40, caindo para 18º.

O Flamengo foi melhor durante toda a primeira etapa. Mesmo sem encurralar o adversário no campo de defesa, os rubro-negros dominaram as ações e chegaram ao primeiro gol aos 19 minutos: Ibson cobrou falta da esquerda e Júnior cabeceou sem chances de defesa para Fabiano.

O panorama não mudou após a abertura do placar. O Fla seguiu dono das ações e foi ameaçado de fato apenas aos 31 minutos, quando Paulo César quase fez gol olímpico. Já o Fla perdeu grande chance aos 42, quando Dimba demorou para chutar e a zaga cortou.

O Criciúma voltou mais ofensivo para a segunda etapa e empatou logo aos 4min: Douglas cobrou falta da intermediária e Marcos Denner, que substituiu Vagner Carioca completou de cabeça. Logo após o gol Marcos Denner não virou o jogo.

O gol irritou a torcida rubro-negra, mas foi Dimba que transformou a irritação em ira. Aos 12 minutos, Felipe fez jogada espetacular pela ponta direita e tocou para o camisa nove, que, ao girar para concluir o lance, furou de forma ridícula, chutando o pé direito com o esquerdo e caindo estatelado no chão.

Um minuto depois, o Fla chegou ao segundo gol, não sem antes Dimba encerrar sua participação na partida. Após outra grande jogada de Felipe pela direita, o atacante demorou para concluir e a zaga cortou, mas Felipe pegou a sobra de pé direito e fez seu primeiro gol desde 15 de fevereiro: 2 x 1.

Após tantos erros, Dimba foi substituído por Jean e as falhas ficaram por conta de Marcos Denner, que perdeu gol na frente de Júlio César, e do auxiliar Dante Júnior, que marcou impedimento em gol lícito de Jean.

A justiça foi feita aos 41, quando China cruzou da ponta direita e o atacante fez o terceiro, dando números finais ao jogo.


FLAMENGO 3 x 1 CRICIÚMA

Flamengo
Júlio César, China, Júnior Baiano, André Bahia e Roger; Da Silva, Júnior (Jônatas), Ibson e Zinho; Felipe e Dimba (Jean).
Técnico: Ricardo Gomes

Criciúma
Fabiano, Ângelo, Duílio, Luciano e Gleidson; Alexandre (Rafael), Cleber Gaúcho, Paulo César (Athos) e Douglas; Ceará e Vágner Carioca (Marcos Denner)
Técnico: Lori Sandri

Data: 17/10/2004 (domingo)
Local: Maracanã
Público: 5.699 pagantes
Renda: R$ 87.769,00
Árbitro: Rodrigo Martins Cintra (SP)
Assistentes: Nélson Souza Góes (SP) e Dante Mesquita Júnior (SP)
Cartões amarelos: Júnior Baiano, Paulo César.
Cartão vermelho:.
Gols: Júnior, aos 19 minutos do primeiro tempo. Marcos Denner, aos 4 minutos, Felipe, aos 13 e Jean, aos 41 minutos do segundo tempo.


FAÇA UM GOL AQUI:

IDEALIZADO POR CONECTADA

Jogadores Na Marca do Penalty

6:46 AM






FLAMENGO ENFRENTA CRISE
15/10/2004

Vitória sobre os catarinenses pode aliviar tensão que ronda à Gávea

RIO DE JANEIRO - A partida deste domingo, no Maracanã, entre Flamengo e Criciúma, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, está sendo encarada com expectativa pelos dois clubes. Dois pontos apenas separam as equipes, que precisam da vitória para se distanciar da zona do rebaixamento.

Há quatro rodadas sem saber o que é vencer, o Rubro-Negro é o 20º colocado com 38 pontos, e vive momentos conturbados. Nesta semana, o zagueiro Júnior Baiano criticou os dirigentes e foi repreendido por um enfurecido presidente Márcio Braga, que, mais uma vez, mencionou a profunda crise financeira por que passa o clube carioca.

O meia Júnior, um dos poucos destaques do Fla na competição, expressou o que representam os três pontos na partida deste fim de semana. ¿O mais importante no futebol são os resultados, e nas últimas rodadas isso não vem acontecendo, começando aí as especulações. Espero que vençamos o Criciúma para que o panorama mude na Gávea.¿

Em relação à equipe, o treinador Ricardo Gomes terá o retorno do meia Zinho, que cumpriu suspensão no empate em 2 x 2 contra o Paysandu. Desta forma, Felipe será adiantado para formar dupla de ataque com Dimba, saindo Jean. De volta da Seleção. o goleiro Júlio César também tem volta garantida. Roger ganhou a disputa com Júlio Morais e reassume a lateral-esquerda.

Pelos lados do Tigre, que ocupa a 17ª posição, com 40 pontos, a ordem é aproveitar o embalo da vitória sobre o Internacional, último compromisso, e sair do Maracanã com um bom resultado. O técnico Lori Sandri resolveu dar uma chance ao meia Paulo César. A dúvida é se a equipe vai atuar com dois ou apenas um atacante. Ceará, Vágner Carioca e Athos são as opções.


FLAMENGO x CRICIÚMA

Data: 17/10/2004
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro
Horário: 18 horas
Árbitro: Rodrigo Martins Cintra (SP)
Assistentes: Nélson Souza Góes (SP) e Dante Mesquita Júnior (SP)

Flamengo
Júlio César, China, Júnior Baiano, André Bahia e Roger; Da Silva, Júnior, Ibson e Zinho; Felipe e Dimba.
Técnico: Ricardo Gomes

Criciúma
Fabiano, Ângelo, Duílio, Luciano e Gleidson; Cléber Gaúcho, Paulo César, Douglas e Saulo; Vagner Carioca e Ceará (Athos).
Técnico: Lori Sandri




JULIO CÉSAR NEGA QUE VAI ABANDONAR O CLUBE

Goleiro rubro-negro afirma que interesse do futebol da Inglaterra não passa de especulação

RIO DE JANEIRO - De volta da Seleção Brasileira, Julio César tem presença garantida no gol do Flamengo contra o Criciúma, domingo, no Maracanã, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Negociando a renovação de seu contrato, o jogador fez questão de deixar claro que não existe nenhuma proposta oficial para que deixe o clube da Gávea.

¿Trabalho sobre coisas concretas. Especulações existem a todo momento. Espanha, Itália, Inglaterra, a imprensa está falando muita coisa. Até que eu já teria assinado um pré-contrato. Já deixei bem claro que a Europa é legal, mais organizada, mas minha preferência é continuar no Brasil, onde estou sendo visto e mais próximo da Seleção¿, afirmou o goleiro à Rádio Tupi.

Apesar de insistir que seu desejo é continuar no Flamengo, os primeiros contatos para a renovação de seu contrato, que se encerra no fim do ano, não foi dos melhores. ¿O início realmente não foi muito bom. Espero que a negociação melhore e que possamos chegar a um acordo¿, encerrou Julio César.


FAÇA UM GOL AQUI:

IDEALIZADO POR CONECTADA

Jogadores Na Marca do Penalty

7:55 AM





NAÇÃO CONVOCADA

Fazer do estádio onde viveu seus melhores e piores momentos de 2004 o palco para a recuperação definitiva. Esta é a estratégia de um Flamengo que vive a tênue fronteira entre o alívio e uma crise profunda.

A partir de domingo, contra o Criciúma, o time terá uma seqüência de três jogos no Maracanã. No dia 24, aconte o clássico contra o Vasco. Depois, o outro adversário é o Santos. A comissão técnica espera que o time consiga nove pontos nestas três partidas e se veja mais distante do rebaixamento.

Os jogadores rubro-negros entendem que a principal arma será reeditar a parceria com a torcida.

É normal a aflição do torcedor. Ninguém está satisfeito com a situação do Flamengo. Nós, jogadores, também não queríamos estar nesta posição na tabela. Mas é importante que a torcida vá ao Maracanã apoiar. Já demos alegria a ela no Estadual e podemos dar outra vez: diz o meia Felipe, que adverte: A torcida é muito mais importante agora, num momento de crise.

Em 2004, o Flamengo já jogou 21 vezes no Maracanã. Ganhou dez vezes, empatou cinco e perdeu seis. Tem aproveitamento de 55,5% jogando no estádio. A baixa média de público do time em casa no Brasileiro tem a ver com a transferência de jogos para Volta Redonda, onde o público jamais passou de 10 mil pagantes. No Maracanã, o Fla conquistou o Estadual diante de 74 mil pagantes, com absoluta maioria de rubro-negros. Mas perdeu a Copa do Brasil com quase 80 mil rubro-negros no estádio.

PARA O MEA ZINHO, FATOR CAMPO PODE SER DECISIVO.

O Campeonato Brasileiro tem mostrado isto. A torcida pode nos ajudar. Com três vitórias, daríamos uma respirada boa.

VIBRAÇÃO PELO BOM TREINO

O técnico Ricardo Gomes deixou sorridente o campo da Gávea, nesta quinta-feira. Ele gostou muito do desempenho do time no treino coletivo. Ricardo lembrou que, desde que assumiu o Flamengo, esta é apenas a segunda vez que tem uma semana inteira para preparar o time para um jogo. A primeira foi antes de enfrentar o São Caetano.

Salta aos olhos a mudança no time quando você tem uma semana para preparar um jogo. Vamos mandar a campo um time treinado e descansado. Temos indícios de que faremos um ótimo jogo.

PRESIDENTE OBSERVA TREINO DA BEIRA DO CAMPO

O presidente Márcio Braga começou nesta quinta-feira a exercer o comando que, segundo ele, terá a partir de agora no futebol. O dirigente acompanhou da beira do campo quase todo o treino do Flamengo realizado à tarde, na Gávea.

Pela manhã, telefonei para saber como estava tudo: disse.

EDUARDO VIANA É AFASTADO DA FEDERAÇÃO CARIOCA

Eduardo Viana, o Caixa D'Água, foi afastado da presidência da Federação de Futebol do Rio de Janeiro. Apesar de fontes ligadas ao dirigente afirmarem que houve um pedido de licença médica, Viana está impedido judicialmente pelo Ministério Público do Estado do Rio de ocupar o cargo na Ferj.

A decisão foi tomada pelo juiz Geraldo Prado, 37ª Vara Criminal, em virtude das denúncias pelos crimes de formação de quadrilha, estelionato, fraude processual e falsidade ideológica. Até que todas as acusações sejam julgadas, Viana e os cinco dirigentes citados no processo estão fora da Federação.

Depois de um ano e meio de investigações, a promotora Márcia Velasco, do Ministério Público do Estado do Rio, denunciou no dia 6 de outubro seis integrantes da Ferj. A denúncia foi recebida pelo juiz Geraldo Prado, que aceitou as acusações dentro do prazo de dez dias que havia estipulado.

Como parte da engrenagem de corrupção, foram também denunciados Viana e um de seus vice-presidentes, Francisco Aguiar, o Chico Aguiar; o diretor operacional da Ferj, Paulo Roberto Pietrolongo da Silva; e os funcionários Gilberto Rangel Lima Júnior, Jobel Mendes Braga e Carlos César Martins. Todos podem pegar até 20 anos de prisão.

Fruto de uma investigação com 40 depoimentos, 24 caixas de documentos, sete laudos periciais e diversas quebras de sigilo bancário, a denúncia tem como fio condutor a evasão de renda através de fraudes no boletins financeiros da Ferj e no sistema de roletas do Maracanã. Perícias do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) comprovaram uma divergência significativa entre o número de ingressos computado e o que passa pelas roletas.

O artifício contábil usado pelos acusados para desviar a renda é chamado na denúncia de "conta de chegada". Depois de receber a quantidade de bilhetes vendidos, Jobel insere "números e informações fictícias no boletim, de modo a ocultar a verba".

Carlos César, por sua vez, "apaga os vestígios de violações patrimoniais que poderiam ser apurados pela simples conferência dos bilhetes não vendidos e devolvidos pelos bilheteiros". O dinheiro proveniente da diferença entre ingressos vendidos e computados, segundo a denúncia, é entregue a Chico Aguiar ou a Pietrolongo, o Fio.

O processo é pretensamente legitimado por um aviso no placar eletrônico do Maracanã após a divulgação do público: "contagem aferida pelo Ipem (Instituto de Pesos e Medidas)". O MP descobriu que o Ipem não fiscaliza o sistema de monitoramento eletrônico nem tem convênio com a Ferj.

As investigações apontam a Coopeb, cooperativa responsável pela contratação do quadro móvel da Ferj, como outra ponta do esquema de evasão de renda. Na confecção dos boletins, Jobel deduz um determinado valor que deveria ser usado no pagamento à Coopeb e o entrega a Chico Aguiar ou a Fio, "que deixam o estádio com o dinheiro nas mãos".

Para justificar o desconto, a cooperativa emitiu, entre março e setembro de 2003, 55 notas fiscais fraudulentas, num total de R$ 312.265,62. No mesmo período, para dissimular a movimentação de R$ 866.171,34, foram emitidos recibos irregulares também a título pagamento de funcionários do quadro móvel. O MP chega à conclusão de que a Coopeb é uma cooperativa fantasma.

O crime de estelionato, segundo a denúncia, é configurado pelo prejuízo financeiro aos clubes em jogos cujo borderô foi periciado pelo ICCE. Na partida entre Flamengo e Cruzeiro, em 8 de junho de 2003, os denunciados enganaram dirigentes rubro-negros com uma renda falsa. O MP calcula que em apenas três roletas, de um total de 89, o prejuízo foi de R$ 9.650.

Para completar, a denúncia relata que, por ordem dos denunciados e para atrapalhar a perícia, foi rompido o lacre de segurança de uma roleta para dar-se sumiço a um malote de ingressos.

As investigações tiveram participação da Draco (Divisão de Repressão ao Crime Organizado), que no dia 19 de março apreendeu na sede da Ferj documentos comprometedores. Também está em curso, na 7ª Vara Empresarial, ação pública movida pela Promotoria de Defesa do Consumidor por falta de transparência contábil e desrespeito ao Estatuto do Torcedor.


FAÇA UM GOL AQUI:

IDEALIZADO POR CONECTADA

Jogadores Na Marca do Penalty

9:55 AM





HÉLIO FERRAZ NÃO SERÁ VICE DE FUTEBOL DO FLAMENGO

Depois de alguns dias de suspense, o presidente do Flamengo, Márcio Braga, revelou nesta quarta-feira, em entrevista coletiva na Gávea, qual será a função do ex-presidente Hélio Ferraz no clube. Ao contrário dos rumores que circularam no clube desde que o dirigente anunciou que chamaria seu antecessor para retornar à diretoria, Hélio Ferraz não assumirá a vice-presidência de futebol. Sua tarefa será transformar o futebol rubro-negro em empresa.

Hélio Ferraz acenou com a possibilidade (de ser vice de futebol), nós daqui também acenamos mas achamos melhor não ser assim. Ele vai prestar um grande serviço ao clube, gerenciando o projeto de transformação do Fla-Futebol em empresa. Essa foi a missão que lhe foi delegada. O resto continua igual, o Paulo Dantas segue como vice de futebol e o Júnior como diretor-técnico: explicou Márcio Braga.

No entanto, o futebol do Flamengo terá novidades a partir desta quinta-feira. O próprio Márcio Braga decidiu trabalhar mais próximo da equipe profissional, praticamente dividindo com Dantas a vice-presidência.

Quem vai assumir o futebol sou eu. Vou transferir a sala da presidência da sede social para o departamento de futebol, onde vou ficar até o fim do Campeonato Brasileiro: declarou ele.

Apesar das mudanças internas, o presidente rubro-negro acredita que somente bons resultados em campo poderão realmente pôr fim à crise.

O que tem que ser feito agora é trabalhar para trazer vitórias. Com as vitórias, acabará a crise: finalizou.

JÚNIOR BAIANO É ADVERTIDO PELA DIRETORIA

As declarações do zagueiro Júnior Baiano, classificando de "palhaçada" as brigas políticas entre a ala amadora e profissionais do Fla-futebol, não foram bem recebidas pela diretoria do clube. Nesta quarta-feira de manhã, o presidente Márcio Braga advertiu o jogador durante uma reunião com o elenco no centro do gramado da Gávea.

Quando se fala em palhaçada, parece que não há comando no clube. E isso não falta no Flamengo. Quem manda em tudo por aqui sou eu: afirmou Márcio Braga.

Após a reunião com o presidente, os jogadores realizaram mais um treino para a partida de domingo, contra o Criciúma. O lateral-esquerdo Júlio Moraes treinou entre os titulares e é o mais cotado para substituir Athirson. Como Jean se contundiu nesta terça-feira, Felipe e Dimba formaram o ataque rubro-negro.

CBF CONFIRMA VASCO X FLAMENGO NO MARACANÃ

O jogo Vasco x Flamengo, no próximo dia 24, será mesmo no Maracanã. Apesar de o Vasco ter solicitado a transferência da partida para São Januário, a CBF manteve o local determinado no regulamento do Campeonato Brasileiro, distribuído cinco meses antes da primeira rodada da competição.

A entidade máxima do futebol nacional consultou o Comando Geral da Polícia Militar sobre a viabilidade da mudança. A segurança dos torcedores e os problemas de trânsito na região foram os principais argumentos das autoridades para desaconselhar a realização do clássico no estádio vascaíno.

A Polícia Militar respondeu ao ofício da CBF contraindicando a realização da partida no estádio solicitado. Não por conta das condições de São Januário, que até são consideradas apropriadas, mas sim por causa do entorno do estádio, que não apresenta condições viárias adequadas para a chegada e a saída dos torcedores - explicou o relações públicas PM, coronel Aristeu Leonardo Tavares.

O documento da CBF confirmando a partida no Maracanã já foi enviado para Flamengo, Vasco e Federação de Futebol do Rio.


FAÇA UM GOL AQUI:

IDEALIZADO POR CONECTADA

Jogadores Na Marca do Penalty

9:53 AM





JOVENS VEM SUPORTANDO O CALDEIRÃO DO FLA

Janeiro de 2006 é uma data que assusta os dirigentes rubro-negros. O motivo: os contratos do meias Ibson e Júnior com o clube se encerram e os dois poderiam se transferir para outro país ou até para outra equipe brasileira. Principais revelações do Flamengo em 2004, os jogadores podem passar por situações semelhantes a de Adriano, Reinaldo, Andrezinho e muitos outros, que não suportaram a pressão da torcida e ainda jovens deixaram a Gávea.

Mesmo tendo o sangue rubro-negro correndo nas veias, Ibson e Júnior admitem deixar o clube após o fim do contrato.

Se for algo bom para mim e para o clube, ótimo: disse Ibson.

Eu quero muito ficar, mas precisa ser algo bom. Todo mundo sabe que um jogador só consegue a sua independência financeira na Europa e eu quero atuar lá fora: disse Júnior.

Além do término dos contratos dos dois jogadores, a fase ruim do time no Campeonato Brasileiro é um fator histórico que ¿queima¿ jogadores. Em 2001 e 2002, quando o time passava por uma situação parecida com a deste ano, Reinaldo e Adriano, por exemplo, estavam surgindo no time de cima e acabaram deixando o clube por não agüentarem o barril de pólvora que se tornou a Gávea. Ao contrário de Ibson e Júnior que estão se destacando.

Conheço essa pressão desde as categorias de base. Estou acostumado. Do presidente ao torcedor, a pressão existe: disse Júnior.

Os números dos dois jogadores na Gávea falam por si só. Enquanto Ibson é titular desde o Carioca e, no Brasileiro, já marcou cinco gols, Júnior ganhou a posição no meio da competição. Em 2005, pelo menos, a prata da casa ainda está garantida na Gávea.

Ricardo: "brigas políticas não podem interferir na equipe

Convivendo com tantos problemas desde que chegou ao Flamengo, o técnico Ricardo Gomes não pretende deixar que a briga política no clube seja mais uma dor-de-cabeça para ele. Segundo o treinador, a queda-de-braço entre dirigentes não pode e não vai interferir no trabalho dentro de campo:

Essas coisas não interferem no treinamento. Temos que nos preocupar com o trabalho. Se eu der atenção para cada rumor ou fofoca, não trabalho. A situação não mudou para mim. Continua sendo vencer ou vencer. Quem não quer pressão, fica dormindo em casa.: comentou Ricardo, lembrando que já chegou ao Rubro-Negro sabendo da pressão.

Felipe adotou a mesma linha de discurso do treinador. Para o meia, os jogadores devem ficar alheios ao que acontece nos corredores do clube. A sua única preocupação parece ser com a permanência do técnico Ricardo Gomes.

Interferência em nosso trabalho só se houver mudança de treinador. O Ricardo está fazendo um bom trabalho e sua saída poderia prejudicar. A mudança de qualquer dirigente não altera muito em campo: disse Felipe, que não defendeu nem o diretor técnico Júnior, dirigente mais próximo dos atletas.

O apoiador, um dos líderes do elenco rubro-negro, lembrou que a situação da equipe no Campeonato Brasileiro é delicada e, por isso, os jogadores devem estar concentrados apenas nos treinamentos. Segundo Felipe, o elenco não pode desperdiçar a oportunidade que está tendo com a paralisação do Campeonato Brasileiro:

Temos que aproveitar a semana para aprimorarmos as partes física, técnica e tática. E ainda cuidar do aspecto psicológico.

Tese também defendida por Ricardo Gomes. O treinador lembrou que a responsabilidade de tirar o clube dessa situação na competição é dos jogadores:

São esses profissionais que precisam dar resultado. Não dá perder tempo em debates.

ZINHO PEDE CONCENTRAÇÃO

Na condição de jogador mais experiente do grupo, o meia Zinho falou sobre os problemas políticos na Gávea. Segundo ele, o elenco rubro-negro não deve se meter em assuntos extra-campo e se concentrar apenas na partida contra o Criciúma, no dia 17.

Os jogadores precisam ter na cabeça é que o Flamengo precisa sair desta situação logo. Não podemos nos preocupar com outra coisa que não seja o jogo de domingo: disse Zinho.

Sobre o atraso de dois meses nos salários, Zinho disse que os jogadores devem deixar o problema de lado e pensar apenas em tirar o Fla da zona de risco.

Cada jogo é uma decisão e não podemos pensar diferente.


FAÇA UM GOL AQUI:

IDEALIZADO POR CONECTADA

Jogadores Na Marca do Penalty

9:10 AM





JOGO DO FLA EM SÃO JANUÁRIO PREOCUPA ZINHO
10/10/2004

Meia afirma que clássico contra o Vasco tem que ser no Maracanã

RIO DE JANEIRO - O clássico do próximo dia 24, contra o Vasco, pelo Campeonato Brasileiro, está preocupando os jogadores do Flamengo, que temem, sobretudo, pela segurança. O meia Zinho reconhece até que, como mandantes, os vascaínos têm direito de reivindicar que a partida seja em São Januário. Mas o jogador ressalta que é uma questão de bom senso.

O normal é realizar os clássicos regionais no Maracanã. Imagine se o Atlético Mineiro quisesse jogar com o Cruzeiro no Independência, o Fluminense enfrentar o Flamengo nas Laranjeiras ou o Botafogo pegar o Vasco no Caio Martins!, indagou o experiente jogador.

O meio-campo rubro-negro disse que está preocupado principalmente com a segurança. Acho muito arriscado realizar o clássico em São Januário. Creio que a Defesa Civil, a CBF e a própria Federação carioca deveriam intervir. Nós, jogadores, vamos aceitar, desde que a polícia garanta e a diretoria do Flamengo concorde¿, afirmou Zinho, que só atuou uma vez em São Januário.

Foi quando o Maracanã estava interditado. Neste caso, era a melhor opção, o que não acontece agora. Sei que o Eurico vai criar tumulto, no direito dele, mas não posso concordar com o clássico no estádio do Vasco. Ainda não conversei com meus companheiros sobre isso,mas sei que eles concordam comigo, encerrou Zinho.

ROGER ESPERA RETORNAR A LATERAL DO FLAMENGO

Jogador tem chances de substituir Athirson, suspenso, contra o Criciúma

Com o lateral-esquerdo Athirson suspenso pelo terceiro cartão amarelo, cresce a expectativa sobre o nome do seu substituto para a partida do próximo domingo, no Maracanã, contra o Criciúma, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Júlio Moraes é o que parece ter a preferência do treinador Ricardo Gomes, mas Roger tem esperanças de voltar ao time.

Estou procurando me dedicar nos treinamentos para buscar o meu espaço. Não tenho nada contra nenhum membro da comissão técnica e nem da diretoria. Estou quieto, fazendo o meu trabalho, e se for chamado vou fazer o meu melhor, como sempre procurei fazer, destacou Roger.

O lateral disse que vai aceitar tranqüilamente a decisão do técnico Ricardo Gomes. ¿Ele tem que avaliar o que é melhor para o time. Se eu for o escolhido, conforme já disse, vou dar tudo de mim para ajudar o Flamengo. Senão for, tudo bem, vou continuar trabalhando porque um dia a oportunidade virá e tenho que estar sempre preparado, finalizou Roger.

FALTA DE GOLS NÃO PREOCUPA FELIPE

O meio-campo Felipe está sem marcar um gol pelo Flamengo há quase oito meses. O último que fez foi no dia 15 de fevereiro, contra o Vasco da Gama, no Maracanã, na partida semifinal do primeiro turno do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro - Taça Guanabara. Mas o jejum de gols não tira a tranqüilidade do jogador.

O fato de não fazer gols não me preocupa, até porque isso nunca foi minha especialidade. O que realmente me deixa chateado é a falta de vitórias, que nos deixa numa situação complicada no Campeonato Brasileiro. A equipe vem atuando bem, mas, infelizmente, oscila nos momentos decisivos, constatou o jogador.

Felipe disse que o Flamengo precisa agora aproveitar a seqüência de três partidas no Maracanã, contra Criciúma, Vasco e Santos, respectivamente, para sair de uma vez da zona de rebaixamento. ¿Não importa se com gol meu ou não, temos que vencer. Para isso, não podemos voltar a falhar, sentenciou Felipe.



FAÇA UM GOL AQUI:

IDEALIZADO POR CONECTADA



UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO